03 conselhos pragmaticos sobre a mente e o dinheiro

Esses três conselhos são práticos, positivos e objetivos em relação a mente e o dinheiro. Quando colocados em prática, mudam a situação financeira de qualquer pessoa. Eles revelam o alinhamento entre o objetivo e o subjetivo.  Não se pode ter uma vida financeira de sucesso se a sua mente condenar o dinheiro ou possuir crenças limitantes que não agregam riqueza a sua vida.

Três conselhos sobre a mente e o dinheiro

    1. Você tem o direito divino de adquirir riquezas;
    2. É a sua atitude mental que determina a riqueza ou a pobreza;
    3. Não importa quanto você ganha, mas sim o quanto você poupa.




Você tem o direito divino de adquirir riquezas

Faça a seguinte declaração para sua mente: “Estou exercendo nesse dia o meu direito divino de adquirir riqueza”. Se essa frase lhe causar desconforto no seu interior, você tem uma crença contrária ao dinheiro. É provável que seus arquivos mentais sobre ele, são de condenação, culpa ou medo.  A mente e o dinheiro não estão alinhados.

Exerça o seu direito, não permita que suas crenças lhe afastem da vida que você  (você consciente) deseja. Seu subconsciente é repleto de registros, crenças limitantes sobre dinheiro que não são suas. Elas foram repassadas de outras pessoas para você e agora fazem parte de seu sistema de crenças.

Estamos sempre vivendo nos resquícios de nossos pensamentos passados e presentes. Se você tem certeza que seus arquivos mentais a respeito do dinheiro são positivos, então provavelmente você já desfruta de um conforto financeiro, ou está a caminho de conquistar. Caso não tiver desfrutando desse conforto, você tem que revisar suas crenças. Seus pensamentos, palavras e comportamento se originam delas, e seus resultados também.

Atitude mental determina a riqueza ou a pobreza

Este conselho foi dado por muitos escritores, cada um com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido. Anthony Robbins, Joseph Murphy, T. harv Eker, Napoleon Hill, e muitos outros. Todo escritor que escreve ou fala sobre finanças, consultores financeiro, ou qualquer pessoas que de alguma forma orienta sobre finanças pessoais, não pode ignorar esse conselho. É como uma lei. A sua atitude mental é que determina a riqueza ou a pobreza. Pode-se saber todos as regras sobre mercado financeiro, mas somente se atinge a riqueza quando a atitude mental estiver de acordo com o desejo a respeito do dinheiro. Para alguns, desejar dinheiro, já causa desconforto subconsciente.

As suas crenças sobre dinheiro, determinaram seu passado e seu estado financeiro presente, e determinarão o seu futuro financeiro. A atitude mental é que cria as forças que atraem a riqueza ou a pobreza. São elas que te fazem levantar pela manha e são elas que determinam o que você ganha hoje e o que vai ganhar no futuro.

Criar um programa mental alinhado ao que você quer em relação ao seu estado financeiro é tão importante, ou até mais importante do que o próprio dinheiro.

Não importa quanto você ganha, mas sim o quanto você poupa

Esse é um conselho dado por diversos milionários. Não importa o quanto dinheiro você ganha, mas sim o quanto você poupa. É a relação entre a mente e o dinheiro que determina quem consegue poupar e quem  não conseguem poupar .

Robert kiyosaki, multimilionário, autor do livro pai rico pai pobre, Bill Rancic, multimilionário e ganhador do programa “o aprendiz “ original de Donald Trump e o bilionário Warren Buffett, que conta que nunca foi rico, mas começou a poupar desde cedo e quando se deu conta já era um milionário. Atualmente esses autores/empreendedores possuem grandes fortunas e Buffett é bilionário e um dos homens mais ricos do mundo. Cada um deles apresenta esse conselho de uma forma ou de outra, mas possuem a mesma essência.

 “A mente e o dinheiro”

Não se consegue poupar quando se acredita que não merece ter. Não merece o dinheiro quem o condena de alguma forma. Não se consegue algo melhor, quando se tem uma crença condenando o melhor.  Não se consegue o que se quer, quando se acredita que aquilo que se quer não virá.

Foi dado o direito de todas as coisas, a todas as pessoas. São a crenças que retiram o direito de  alguns; e são as crenças que dão o direito a outros.

Pense nisso! Se quiser saber mais sobre crenças financeiras, coloque seu e-mail para receber o E-book AbundanteMENTE.

 

TAGS: #A mente e o dinheiro, #PNL, #Programação neurolinguística, #estado financeiro, escola finanças #finanças pessoais, #crenças limitantes ou fortalecedoras.

Imagens: Pixabay

Deixe uma resposta