dicas de economia doméstica

82 dicas de economia doméstica – educação financeira

  As dicas de economia doméstica dependem de que todos da família estejam engajados no objetivo de economizar. Uma das melhores formas de conseguir engajamento é criar recompensas. Uma viagem em um final de semana é com certeza muito melhor do que algumas lâmpadas acesas ou uma ida ao supermercado ou shopping center.


Dicas de economia doméstica:

    1. Não comprar carro no final do ano – Final de ano não é a melhor época para trocar de carro já que todos estão em clima de festas e predispostos a gastar. Janeiro e fevereiro são meses melhores para se conseguir descontos e promoções. Além do mais, passando o mês de dezembro o carro terá uma desvalorização por ter um ano de uso.
    2. Faça um planejamento financeiro com recompensas – Crie recompensas para o atingimento das fases do planejamento. Isso traz engajamento e muda o polo do prazer em consumir para a dor de não desfrutar da recompensa caso o planejamento não seja seguido.
    3. Avalie seu pacote de serviço bancários – um pacote de serviço significa que você tem direito a alguns serviços como transferência eletrônica (DOC/TED), saques, transferências, folhas de cheques. Analise se utiliza todos os serviços que está pagando, caso não esteja, peça ao seu gerente um pacote mais barato, isso pode significar um bom dinheiro em um ano de economia. Um pacote de R$ 50,00 por exemplo é um gasto de R$ 600,00 no ano. Em 2010 foi criada a conta digital pela resolução nr.3010 do Bacen, que pode ser uma ótima alternativa para quem não precisa utilizar serviços presencias. Essa conta dá direito a utilizar o banco pela internet e pelos caixas eletrônicos, mas cobra por serviço individual quando feitos na agencia com atendimento humano.
    4. Diminua as Tarifas bancarias – Outra forma de economia doméstica é ver quais tarifas de cartão de credito, transferência eletrônicas (DOCs/TEDs), dentro outros que você está pagando. Muitos cartões de créditos podem ser isentos de tarifas ou trocados pelos pontos de relacionamento. Transferências eletrônicas podem ser substituídas por transferência de salários para contas salario ou utilização de cheques ou depósitos em caixa eletrônicos.
    5. Pague toda a fatura do cartão –O cartão de credito é uma ótima forma de parcelar compras sem juros e agrupar todas as contas, além da vantagem dos pontos de relacionamento que valem milhas, viagens ou outros bens. Mas todo cuidado é pouco na hora de utilizar o limite para não ultrapassar a capacidade de pagamento dentro do mês. Os juros que você paga se deixar para pagar no outro mês são astronômicos. Em pouco tempo pode-se contrair uma grande dívida. Então o melhor é controle dos gastos e pagamento total da fatura.
    6. Combine com a família, quem, como e quando vão presentar – Datas comemorativas são criadas para vender. Dia das crianças, natal, pascoa, dia das mães, dias dos pais, dia dos namorados, dia das mulheres, aniversários de amigos, de familiares, de crianças, etc. Você pode combinar com a família de deixar passar algumas datas comemorativas sem presentes e desfrutar da economia depois de um tempo em coisas melhores. Os juros compostos podem  presentear você e sua família todos os meses com juros.
    7. Utilize os programas de fidelidade – os preços dos produtos serão os mesmos utilizando ou não os programas de fidelidade. Pode-se utilizar os pontos para descontos em anuidade do cartão ou isenção total, pode-se utilizar para compra de passagens, produtos, pagar algumas contas com boleto e até vende-los.
    8. Converse com seus filhos e conjugue sobre economia doméstica e investimentos – É difícil conseguir com que as pessoas façam o que deve ser feito se não sabem o que deve ser feito. Conversar com o conjugue e filhos sobre economia doméstica e investimento é uma ótima maneira para se conseguir melhores resultados nessa área. A estratégia das recompensas também serve neste item para obter engajamento.
    9. Utiliza o cartão “Eu preciso mesmo disso?” – Quando você vai comprar algo, pergunte-se a si mesmo se esse é um desejo, uma necessidade ou um impulso emocional. Você pode utilizar a técnica de criar um cartão com a frase: “Eu preciso mesmo disso?” Coloque esse cartão dentro da carteira junto aos cartões de credito. Assim, quando for utilizar o cartão, você será lembrado de que pode estar comprando não por necessidade. A maior parte das decisões de compras são tomadas pelo subconsciente, quanto fazemos essa pergunta, estamos colocando o consciente (racional) para ajudar na decisão. Também pode-se acrescentar depois da frase, alguns lembretes pontuais como: Quanto vai custar isso no longo prazo? Qual o custo benefício disso? Tenho sobra em meu orçamento ou estarei comprometendo o planejamento financeiro e perdendo as recompensas pré-definidas?
    10. Leve uma vida simples – Levar uma vida simples, além de descomplicar muitas coisas, traz economia, liberdade financeira e muitas alegrias.
    11. Peça CPF na nota – Alguns estados possuem um programa que você pode pedir para colocar seu CPf na nota e ganhar descontos nos impostos estaduais.
    12. Cuide de seus investimentos– Perder juros também é um gasto. Alguns investimentos pagam muito menos juros. Os juros que você abriu mão ao investir em poupança por exemplo ao invés de optar por títulos públicos que pagam mais, também é um gasto
    13. Faça uma lista de compras antes de ir ao mercado– Quando não se tem uma lista do que precisa comprar, acaba-se comprando coisas que não são necessárias, pelo medo de deixar faltar algo em casa.
    14. Substitua lâmpadas antigas por lâmpadas mais modernas – segundo alguns fabricantes a economia de energia pode chegar a 85% com o uso de lâmpadas de LED. Embora sejam mais caras, elas duram muito mais e algumas têm garantia de 3 anos. Elas se pagam com o tempo.
    15. Faça um planejamento financeiro para 1, 3, 5, 10 e 20 anos. No planejamento financeiro você e sua família determinam aonde querem gastar o dinheiro e o que é mais importante para o futuro financeiro da família.
    16. Cancele assinaturas de revistas não necessárias – muitas assinaturas são feitas para sentir-se informado. Mas com a internet, praticamente tudo o que vai ser impressa em uma revista, vai ser publicado na internet. Se não for impressão técnica não disponível em outros canais, o melhor é utilizar a internet que você já deve estar pagando.
    17. Cancele telefone fixo – Hoje o telefone fixo está se tornando obsoleto nas residências, dependendo do uso e da conta que se está pagando, vale a pena pensar em cancelar e utilizar celular e outros meios. Algumas operadoras estão oferecendo esse serviço gratuito na aquisição do combo internet + TV por assinatura.
    18. Prefira completar o tanque do carro de uma vez -Procure um posto de combustível que tenha o melhor preço e complete o tanque sempre, assim você economiza no deslocamento e também no valor total que pode ser uma boa diferença quando se enche o tanque.
    19. Cancele cartões de credito que cobram tarifas altas– Outra dica de economia doméstica que pode render uma boa poupança se somados por um ano. Operadoras de cartão de crédito, já ganham uma porcentagem sobre as vendas do estabelecimento. Quando compramos com cartão estamos ajudando as operadoras a ganharem dinheiro, sem a necessidade de tarifa de anuidade.
    20. Venda coisas que não utiliza e invista o dinheiro -Bicicletas, computadores, impressoras e um infinidade de coisas podem estar perdendo valor enquanto paradas sem utilidade.
    21. Não jogue comida fora – Cozinhe somente o necessário e reaproveite as sobras.
    22. Leve seu almoço de casa para o trabalho – Outra dica de economia doméstica que representa uma ótima poupança no final do ano.
    23. Buscar alternativas mais baratas para ir ao trabalho – Calcule quanto você gasta para ir ao trabalho + distância de sua residência + prestação da casa ou aluguel e busque alternativas. Morar mais próximo, ir de bicicleta ou a pé, carona solidaria, etc.
    24. Procure nos sebos o livro que vai comprar – Isso representa uma boa economia desde que não vá gastar mais em locomoção e estacionamento.
    25. Compre livros digitais – Os livros digitais são muito mais baratos e muitos podem ser baixados de graça.
    26. Crie uma biblioteca solidaria com os colegas de trabalho– Além de ser uma ótima ideia, pode-se economizar junto com seus colegas.
    27. Vá ao cinema nos dias de promoção – Pode-se pagar menos de metade do valor do ingresso se estiver disposto a ir ao cinema nos dias de semana. No final de semana as salas de cinema são lotadas e as entradas muito mais caras;
    28. Cuide da sua saúde – Atividade física vai fazer você economizar muito dinheiro com saúde com o passar dos anos.
    29. Pare de fumar – fumar além de fazer mal a saúde, representa o mesmo que queimar dinheiro, sem contar com as consequências no longo prazo.
    30. Pare de jogar dinheiro fora – Quantidade de comida feita sem necessidade , vícios, luzes acesas, aparelhos ligados, porta da geladeira aberta, carro ligado sem necessidade, são hábitos que representam dinheiro jogado fora.
    31. Use o ponto morto do carro – Esse habito pode parecer exagero, mas experimente utilizar sempre o ponto morto do carro nas decidas, principalmente em viagens longas e depois faça as contas para ver a economia que fez. No Brasil, existem estradas que em um trecho de 80 km, o trecho de decidas representa 22 km.
    32. Compre mais por menos– 1 kg de arroz comprado isoladamente (pacote de 1 kg) é mais carro do que 1 kg de arroz comprado em um pacote de 5 kg.
    33. Busque a pizza na pizzaria – se você costuma pedir pizza em casa frequentemente, pense em ir buscar você mesmo em vez de pagar pelo serviço de entrega.
    34. Escolha os dias que tem promoção de pizza – se você possui o habito de comer pizza em diversos dias do mês, escolha os dias que tem promoção. Essas promoções podem representar 50% de economia doméstica com pizza.
    35. Combine com a família quantos jantares foras farão no mês – Estude reduzir as saídas para jantar fora, escolhendo um jantar em casa em família em alguns dias do mês.
    36. Tire da tomada aparelhos que não estão sendo utilizados – O modo stand-by também consome energia.
    37. Espere acumular mais roupa para aproveitar a água da lavadora de roupa.
    38. Reutilize a água da lavadora de roupa para lavar calçadas e carros.
    39. Reduza o tempo de banho – Nos dias frios que os chuveiros estão na temperatura mais alta e consumindo mais energia, é o momento que mais ficamos embaixo dele para se esquentar e não para se lavar.
    40. Limpe os filtros do ar condicionado – filtros sujos esquentam menos e gastam mais energia para aquecer o ambiente.
    41. Verifique as borrachas de vedação de equipamentos congeladores – geladeiras, freezers possuem borrachas que vedam o ar frio dentro deles. Se estiverem danificadas, o ar frio  sai e o aparelho gasta mais energia para manter o ar gelado que se renova constantemente;
    42. Regule a temperatura da geladeira.
    43. Busque descontos nas operadoras de telefonias – Com a concorrência muito alta, as operadoras oferecem bons descontos para manter ou conquistar clientes. Com combos de internet, tv a cabo e telefone, você pode economizar dinheiro. Muitas operadoras oferecem fixo grátis ao adquirir combos.
    44. Escolha um chip da operadora que você mais conversa pelo celular – Os chips de celular são baratos e as vezes vale a pena trocar ou utilizar mais de um chip no celular para ligar de operadora para operadora.
    45. Faça ligações internacionais via internet – Usando aplicativos como Skype e Viber, dentre outros meios em ligações internacionais, você garante uma boa economia.
    46. Analise seu plano de TV por assinatura – Muitos canais você não utiliza e está pagando por eles.
    47. Não vá ao supermercado com fome – A fome faz você comprar muito mais do que é necessário.
    48. Não leve crianças ao supermercado – crianças no supermercado somente se você tiver controle sobre as vontades delas.
    49. Observe o tamanho do prato ao se servir em restaurantes em quilo – Geralmente quando é cobrado por quilo, utiliza-se pratos enormes para que o cliente tenha a sensação de estar com o prato vazio, mesmo que já tenha escolhido uma quantidade suficiente para saciar a fome.
    50. Não jogue fora frutas que estão estragando -Crie saladas de frutas ou doces. Até as cascas podem ser aproveitadas.
    51. Evite gastar com pilhas –se você possui muitos eletros portáteis que utilizam pilhas, comprar baterias ou pilhas recarregáveis pode ser uma boa opção.
    52. Compre livros pela internet, são mais baratos.
    53. Compre equipamentos pela internet – As mesmas lojas físicas, oferecem um ótimo desconto em compras pela internet, devido ao custo de estoque, de funcionários no atendimento e alugueis de lojas físicas.
    54. Use o Buscapé – para comparar preços do que vai comprar.
    55. Crie objetivos e metas de economia e recompensas. Ter objetivos, é saber para onde se quer ir.
    56. Mantenha o chuveiro na posição verão – Em dias com clima agradável, deixar o chuveiro na posição verão pode ajudar a economizar até 30% mais do que deixá-lo na posição inverno.
    57. Espere os alimentos esfriarem para guardá-los na geladeira – Ao serem guardados quentes, a geladeira trabalhará mais para que os alimentos atinjam uma temperatura compatível ao de seu interior.
    58. Tenha apenas um animal doméstico – Algumas famílias possuem vários animais doméstico e isso representa um enorme gasto mensal e se multiplicado pelo ano, torna-se assustadores.
    59. Faça compras mensais ou semanais – Quanto mais idas ao supermercado, mais você vai gastar com itens que não são necessários ou não fariam falta em sua cozinha ou no seu estomago.
    60. Junte mais coisas para comprar em uma vez só – Isso faz aumentar a dor de gastar devido ser um valor maior, enquanto que gastos pulverizados parecem pequenos e não causam dor de gastar dinheiro.
    61. Troque as torneiras com vazamentos.
    62. Instale uma cisterna e reaproveite a água da chuva – Para descargas de banheiros, lavar calçadas e carros, a água da chuva é uma boa opção de economia doméstica.
    63. Utilize regador –Se precisar regar seu jardim, um regador utiliza menos água do que uma mangueira.
    64. Pães amanhecidos e secos, faça torradas ou rabanadas – Elas são ótimas para acompanhar sopas e café da tarde.
    65. Verduras que estejam murchas – Mergulhe-as na água gelada com um pouco de vinagre. Em alguns instantes elas estarão revigoradas.
    66. Não compre por impulso, use o cartão lembrete – “Eu preciso mesmo disso?” Essa técnica pode representar um ótima economia domestica.
    67. Utilize a técnica de “não compre hoje o que pode deixar para amanhã” – Quando postergamos compras, muitas vezes percebemos que não são necessários.
    68. Regue seu jardim à noite: essa opção garante máximo proveito da água, já que a ausência do sol diminui a evaporação.
    69. Aproveita a luz natural – abrindo cortinas, portas, e telhas de vidros em lugares propícios.
    70. Reutilize a água do cozimento de legumes.
    71. Utilize cores claras nos ambientes da sua casa – Elas ajudam a deixar os ambientes com claridade natural.
    72. Evite deixar geladeira próximo a lugares quentes ou que pegue sol – O calor aumenta o consumo de energia.
    73. Ao escovar os dentes, feche a torneira enquanto escova – Esse hábito pode representar uma economia de aproximadamente 15 litros de água segundo estimativas.
    74. Ao tomar banho feche o chuveiro enquanto se esfrega. São estimados 137 litros de água por banho de 15 minutos com o chuveiro permanecendo aberto.
    75. Cubra a piscina – A água se evapora quando aquecida pelo sol.
    76. Troque os vasos sanitários antigos – os vasos sanitários mais modernos utilizam sistemas mais econômicos e com o tempo o próprio sanitário se paga com a economia de água. Além de estar contribuindo para o meio ambiente.
    77. Experimente outras marcas mais baratas – muitas delas entregam a mesma qualidade mesmo com menos publicidade.
    78. . Compre eletrodomésticos de classificação A – Os aparelhos que possuem o selo da Procel com classificação A consumem menos energia em seu uso.
    79. Tenha sua própria horta em casa.
    80. Compre frutas da época – elas são mais baratas na sua época de colheita.
    81. Aprenda a poupar e investir – Ter dinheiro provoca muito mais prazer do que ter quinquilharias.

Dica de economia doméstica 82

 Evitar a dor e a busca do prazer são as duas forças que movem os seres humanos. Quando compramos/consumimos estamos buscando prazer ou fugindo da dor. Algumas dicas de economia doméstica, alteram esses polos do prazer para dor. Se por exemplo, você fizer um orçamento familiar, definindo uma meta de economia doméstica e uma recompensa para o atingimento, estará direcionando o foco de prazer na recompensa e a dor ao não atingimento do objetivo.

As dicas de economia doméstica que reunimos ajuda a criar hábitos de consumo inteligentes, e a poupar dinheiro para coisas melhores.




Conceito de economia doméstica

 São as atividades desenvolvidas para melhorar a qualidade de vida de indivíduos e comunidades. Planejamento, implantação e supervisão de programas de desenvolvimento social nas áreas de alimentação, direitos do consumidor, economia familiar, habitação, saúde e vestuário.

Dicas de economia doméstica PDF

 Se você desejar baixar este texto em PDF pode baixar no link “82 dicas de economia doméstica

 

TAGS: dicas de economia doméstica, Educação financeira, planejamento financeiro, dicas de economia domestica pdf

Imagem: Pixabay

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: