Crenças financeiras para um filho

crenças financeiras para um filhoQuando um pai planeja a vida financeira do filho desde o dia que ele nasce, quando o filho crescer, será um milionário.

 

Meu filho, um MILIONÁRIO!

(historia retirada do livro eletrônico “Abundante Mente”)

 Davi, um menino que aprendeu a economizar dinheiro desde seu primeiro dia de vida. Quando ele nasceu seu pai começou a planejar sua vida financeira. Enquanto ia crescendo o pai através de brincadeiras, ensinava-lhe educação financeira. Criava cofrinhos com formas divertidas, criava objetivos infantis junto com o filho e decorava cofrinhos feitos de latas de leite em pó.
Para decorar as latinhas usava figuras que representavam objetivos a serem atingidos, como a compra de uma bicicleta, as férias naquele lugar legal, ou uma tarde no parque de diversão. Criavam estratégias para economizar dinheiro e atingir os desejos traçados.
Elaborava o orçamento da pequena mesada, onde a maior parte era poupada e direcionada para os cofrinhos e o restante Davi podia gastar como queria.

Crenças financeiras para um filho perpetuar

O primeiro objetivo que o pai criou junto com o filho, foi que ele ao se tornar adulto, seria um milionário. O garroto que tinha poucos anos, não entendia ainda o valor do que o pai lhe ensinava sobre finanças, mas o pai sabia que estava construindo as crenças financeiras que o menino levaria por toda a vida. O menino achava divertido guardar moedas e gostava das brincadeiras que o pai inventava para ensinar-lhe sobre finanças e sobre crenças fortalecedoras.

crenças financeiras para um filho 2Crenças financeiras para um filho- A abundancia no lugar da escassez

Quando o pai chegava em casa do trabalho, Davi vinha ao seu encontro correndo para lhe dar um abraço e ver nos seus bolsos se conseguia algumas moedas. Quando não tinha moedas, o pai lhe dava algum dinheiro de maior valor, isso fazia a criança aprender que o mundo era abundante e que não existia a escassez.

Crenças financeiras para um filho – tempo para criar riqueza

De tempo em tempo o pai pegava o pequeno Davi e o levava ao banco para depositar o dinheiro em uma poupança em nome do menino. Depois de juntado um determinado valor na poupança, buscava outros investimentos mais rentáveis. Aplicava também em bolsa de valores, sabendo que o tempo erra um grande aliado do seu filho. O menino Sentia-se importante ao sentar em frente ao gerente, um homem grande, usando terno e gravata que lhe tratava como um homem importante de negócios. Afinal o pequeno menino já era dono de uma pequena carteira de ações e deveria ser tratado como um sócio de grandes empresas. Davi percebia que o que ele trazia ao banco fazia muita importância para aquele homem grande e bondoso e também para o seu pai.
Logo depois perdia o interesse pelos assuntos que o gerente conversava com o pai e saia perambulando entre os clientes do banco em busca de alguma brincadeira.

Crenças financeiras para um filho – Ter uma abundante mente

Davi foi estimulado desde pequeno a pensar positivo sobre o dinheiro, recebendo uma programação fortalecedora a respeito da riqueza. Ele tinha desde pequeno uma mente abundante.
Enquanto ao menino Davi crescia, seu pai lhe ensinava outras coisas importantes sobre o dinheiro. Explicada a magia dos juros compostos, demonstrava a segurança da previdência privada, dos fundos imobiliários e das ações e dividendos e a importância que as crenças positivas sobre o dinheiro. Os olhos do menino brilhavam quando o pai mostrava-lhe figuras de navios, carros, aviões, parques aquáticos, fazendas com cavalos, grandes hotéis e lindas cidades, enquanto lhe explicava o segredo de consumir com responsabilidade por um tempo para depois usufruir das melhores coisas.
O habito de poupar, aprender sobre finanças, criar riqueza e gerar crenças fortalecedoras sobre o dinheiro logo estavam bem plantadas na mente do menino que agora já era um jovem rapaz. Tomava conta de suas finanças, sem nunca esqueceu os ensinamentos de pai.
Davi se tornou um homem muito rico, dono de uma carteira de investimentos milionária.
O caderninho que seu pai costumava escrever os objetivos, era guardado como um tesouro. Sempre que precisava de motivação abria e folheava o pequeno caderno de capa de couro, surrado pelo tempo. Gostava de abrir na primeira pagina para relembrar o primeiro objetivo traçado com o pai – Ser um milionário.
Passado um tempo o primeiro filho de Davi nasceu. No hospital ainda, recebeu a visita do seu velho pai, que agora avô de um lindo menino. O avo segurando a criança recém-nascida no colo sorriu e disse, meu neto, você vai ser um milionário.

crenças financeiras para um filho 5A magia das crenças financeiras para um filho
Davi entendeu a magia das crenças que se perpetuam nas famílias. Uma criança aprende desde o primeiro dia de vida, a lei da abundancia ou da escassez. Ela esta na mente da família.

Crenças financeiras – Culpados e inocentes

O Sábio avo sabia que também seria um milionário muito cedo, se o pai dele tivesse feito a mesma coisa, desde que nasceu. Mas sabia que ele não tinha culpa por não saber sobre finanças e programação mental para a riqueza.
Ninguém é culpado nessa historia, ninguém é vitima. O problema reside na falta de educação financeira e na programação mental  das pessoas. As Crenças financeiras para um filho são tão importantes quanto a educação formal. Cada palavra, brincadeira e ensinamento sobre dinheiro a uma criança, tornar-se-á parte de seu sistema de crenças. Essas crenças vão moldar sua vida financeira. Uma abundante mente se constrói com crenças positivas. Cada pai deveria saber que as crenças que passar para o filho a respeito do dinheiro, guiarão a vida financeira dele por toda a vida.
(“Historia tirada do e-book “Abundante Mente”)

 

 

TAGS: Crença financeira para um filho, PNL dinheiro, Programação neurolinguística, Crenças.

Imagens: Pixabay

leia também: Segredos para atrair prosperidade

Deixe uma resposta