dinheiro-na-mao-e-vandaval-2

Dinheiro na mão é vendaval – uma crença limitante

Você é daquelas pessoas que acredita que dinheiro na mão é vendaval? Acha melhor gastar logo antes que algo aconteça e o  dinheiro saia de sua mão?



Esse vendaval é uma crença limitante. As coisas que acontecem para que o dinheiro saia das suas mãos é você que está criando o tempo todo.

Não vai faltar pessoas contestando o que estou escrevendo. Você que contesta tem razão, no seu mapa de ver o mundo. A sua verdade sempre é aquela que você acredita.

Algumas crenças aprendemos desde pequeno.  É difícil abrir mão das nossas convicções, ainda mais quando elas parecem verdades absolutas. Podemos andar descalços sobre as brasas e não se queimar,  já fiz isso quando  era criança, talvez você também tenha feito. Quem nunca fez duvida que seja possível fazer sem se queimar.  As brasas parecem perigosas para quem não acredita que é possível passar sobre elas.

Como é difícil acreditar em algo que nunca experimentamos ou nos desapegar de algo que acreditamos fielmente que seja verdade. As crenças são assim, viram verdades no mundo que criamos para nós mesmos. são como profecias auto realizável. Quando colocamos algo na mente, naquela parte que se chama subconsciente, ele começa a trabalhar para torna-la verdade e quanto mais o tempo passa, mais experiências você terá para confirmar o que você acredita. É a fé nas coisas que não são boas. O mesmo principio age nas coisas boas e nas que não são boas, porque o nossa mente não contesta as ordens que recebe.

Sua crença de que dinheiro na mão é vendaval cria a realidade financeira

Essa crença define suas ações a respeito do dinheiro. Sendo assim, você sempre corre para gastar o que tem, é subconsciente, eu sei, mas é você que está criando isso. Assim, o seu resultado financeiro sempre é definido pelo que está no fundo da sua mente, e não no que esta na mente superficial (mente Racional). A mente superficial é apenas a porta de entrada para o que você quer, mas quem realiza é o poder que está no seu subconsciente, a mente profunda.

 

Tomar consciência – o primeiro passo da mudança

Pense na seguinte situação:



Dois homens trabalham na mesmo empresa. Os dois ganham o mesmo salário. Um deles acredita na crença que dinheiro na mão é vendaval, enquanto o segundo homem possui uma crença fortalecedora de que dinheiro é para se conquistar a liberdade financeira. O segundo  guarda todo mês uma parte de que ganha. Passando alguns anos o segundo homem possui uma quantia elevada em aplicações financeiras que lhe garante uma ótima renda todo mês em juros, dividendos e alugueis de fundos imobiliários. Ele vive com liberdade financeira. O primeiro homem que acreditava na crença de que dinheiro na mão é vendaval, continua em sua luta para ganhar do vendaval, gastando sempre antes que esse vento o atinja. Sua crença agora com o passar do tempo está ainda mais fortalecida.

O salário dos dois homens é o mesmo, mas a realidade financeira de cada um é segundo o que cada um deles acredita.

 A repetição cria a convicção, e a convicção interfere na realidade que observamos

É a repetição da afirmação que “dinheiro não mão é vendaval” que fez a crença se fortalecer. O que está na sua mente está criando a realidade que você  acredita. Então toda vez que você tiver dinheiro na mão vai acontecer algo para que você o gaste. Um pneu furou, o carro quebrou, o encanamento vazou, a televisão queimou, a gripe pegou e uma infinidade de coisas. É o seu subconsciente criando a todo o momento algo para lhe entregar a sua convicção. Você já tem essa expectativa de que algo acontecerá para levar seu dinheiro. Faça um favor para você, para sua família, para suas próximas gerações e para suas finanças, comece a repetir que o dinheiro na sua mão, vento nenhum leva de você.

Crie uma frase de forma positiva para afirmar isso.

Não desista nas primeiras tentativas, porque no começo a sua crença ainda estará agindo em seu universo, mas com o tempo ela perde a força e sua nova crença começará a agir e criar a sua nova realidade.

Repita afirmações e declarações para sua mente. Não se apegue a coisas antigas que  aprendeu e não lhe trazem nada de bom. Crie suas próprias convicções.

 

 

 

 

TAGS: Dinheiro na mão é ventania, dinheiro na mão é vendaval, Crença limitante, mente abundante, crença que dinheiro não traz felicidade, Educação mental para finanças.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: