estrategia SMART

Estratégia SMART – Definir objetivos e metas

Conforme a metodologia SMART (Peter Druker, 1954, The Practical Management), uma estratégia para  objetivos e metas deve conter cinco características:

S – especifico (Specific) – saber especificamente qual é o objetivo ou meta que você deseja atingir.  Onde, quando e com quem você quer esse resultado.

M – mensurável (Measurable) –Que pode ser medido e acompanhado a evolução e atingimento total da meta.

A – Atingível (Attainable) – que não seja fácil demais para não parecer sem importância, e nem difícil demais que se torne desmotivador ou impossível de ser atingido.

R – relevante (Relevant) – que seja importante para você ou sua empresa. Se não tem nenhum proposito, não tem a força necessária para motivar/ desafiar.

T – Tempo (Time-bound) – Um objetivo se torna uma meta quando se coloca um prazo.

“O trabalho se expande para preencher o tempo disponível para ser concluído”.  Lei de Parkinson – prazos nos motivam.

Viver sem objetivos, pode! mas só se você não desejar nada. 

A diferença entre viver com proposito perante o mundo ou seguir as metas e objetivos dos outros está a sete centímetros e meio do nosso nariz. O cérebro! O Hardware que guarda nossos programas mentais.

Saber o que se quer é o primeiro passo para se atingir qualquer coisa. Existe uma força vibracional em nossa intensão, pensamento, palavras e planejamentos. Se não sabemos o que queremos, estamos colocando nas mãos do destino a decisão pelos nossos resultados.  E o Tal do destino, parece ser um preguiçoso, sem visão, andando na praia sem se preocupar com aqueles que não sabem aonde querem chegar. Mas quando ele encontra alguém que sabe o que quer, ele se coloca a serviço. Melhor assumir a responsabilidade e dar trabalho à ele.

TAGS: Estratégia SMART, Modelo TOTS, OBJETIVOS, PNL, Programação neurolinguística, mente abundante.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: