#GERAÇÃO Y

Resenha do livro código Y

geração yDizem que é uma geração de jovens Superficiais, imediatistas, com baixa resiliência, narcisistas, hedonistas e, Sim, eles querem a cadeira do diretor em um ano de empresa. Sua empresa esta preparada?

Essa é a geração da informação, do conhecimento, da inteligência, da criatividade, da conexão com tudo e com todos e eles adoram ler, essa foi a parte que mais gostei do livro.

Essa é a geração Y, uma geração que não gosta de Televisão, adora estar ligado em tudo, usa piercing e lê muito.

Enquanto a geração dos Baby Boomers e os da geração X nasceram em uma era de pouca informação e de muita insegurança, eles nasceram em uma era que tudo parece estar a disposição com apenas um toque no celular. Querem tudo muito rápido, gostam da segurança que os pais oferecem, é uma

Uma geração que todas as empresas querem como clientes, que gostam de se mostrar nas redes sociais e nas baladas, roupar bonita é para os outros verem, senão perde a graça. Não nasceram com preconceitos, e o dinheiro para eles não é pecado. Gostam de estarem ocupados, ficar sem fazer nada é perda de tempo.

 

“A chamada geração Y (nascidos entre 1980 e 1995) começa a assumir cargos de maior responsabilidade e decisão. No Brasil, diferem muito das gerações anteriores – e são proporcionalmente a maioria. E se a voz do povo é a voz de Deus… Bem, então Deus nunca falou tão auto, tão rápido e com tanta gíria como agora.”(Marcos Calliari e Alfredo Motta- trecho retirado da contracapa do livro “Código Y”)

Geração Y, Baby Boomers e GeraçãoX

A geração baby Boomers começou a surgir com a volta dos soldados americanos da 2ª guerra mundial, a geração X foi a geração que viveu a guerra fria em sua período mais quente e a geração Y foi que testemunhou a aproximação diplomática entre norte-americanos e soviéticos e todas as mudanças globais que vieram com o fim da guerra fria.

A geração que usa o consumismo como extensão da sua personalidade, a televisão não e mais o meio mais importante de se informação e entretenimento, passou para o quarto lugar nas atividades da Geração Y. As gerações anteriores, não liam muito, e buscavam a segurança no trabalho, tudo isso vem dos momentos da historia em que viveram, com muitas guerras e que tornaram uma geração que preferia obedecer e garantir a segurança de suas famílias, enquanto os jovens Y querem empreender, querem ser donos de seu próprio nariz, mas sem abrir mão da segurança e da proteção dos pais.

Nas gerações anteriores, houve um período antes da 2ª guerra mundial que se escrevia e lia muito, após esse período a leitura foi negligenciada, e esta geração volta a ler como nunca, a informação é poder e para adiquiri-la só existe um caminho, a leitura.

Marcos Calliari e Alfredo Motta autores do livro “Código Y”, apresentam um ótimo trabalho em cima desta geração. São proprietários de uma agência de publicidade focada no publico da geração Y, escreveram boa parte deste livro baseados em pesquisa promovida pela agência em universidades e chamada de Painel universitário Namosca.

Algumas curiosidades da pesquisa:

  • Geração y consome de 25% a 40% mais que a geração anterior.
  • 84% morram com os pais.
  • 67% ainda recebem dinheiro do pais.
  • 44% dependem de patrocínio para a faculdade.
  • 83% escolheram o curso universitário que queriam fazer.
  • 46% dos Y acreditam que o período da faculdade é a melhor fase da vida.

Uma das características mais marcantes como se pode observar na grande ênfase e repetição do termo dentro do livro é a baixa resiliência desses jovens da geração Y. Apesar de a maioria ter escolhido o curso que queria fazer, as universidades apresentam um grande índice de evasão escolar e parte desta evasão é creditada à baixa resiliência destes jovens.

Como foram muito protegidos, qualquer situação que encontram muita dificuldade, desistir e voltar para casa na proteção dos pais é a melhor solução que encontram, o que os caracteriza como pessoas com baixa resiliência.

 

 

Alguns insights do livro:

  • Geração Y está Lendo como nunca.
  • Vivemos em um Tempo de enorme criatividade.
  • Agora chefe já pode usar piercing.
  • Preconceito é coisa do passado.
  • Geração Y querem tudo muito rápido.
  • São Hedonista, buscam o prazer o tempo todo, isso explica também o exagerado consumo e o imediatismo.
  • Vivemos na era do conhecimento, a informação dobrará a cada 18 meses.
  • Informação é poder.
  • Geração Y é a geração que voltou a ler.
  • É normal ter 30 anos e inda morar com os pais.
  • Fortes laços familiares e importância para o casamento, mas pouco compromisso em manter se houver problemas.
  • Todos os querem e precisam conquista-los.
  • Contestar antes era pecado, agora pecado é não contestar.
  • A geração Y gasta mais tempo na internet do que na TV, sendo esta ultima a 4ª atividade.
  • Coisas bacanas se não mostrar não tem graça.
  • Geração que digitam mais do que manuscrevem.
  • Usam o consumo como extensão de sua personalidade

 

Goste ou não goste do estilo dessa geração Y eles estão entrando no mercado e gerando mudanças na sociedade, na educação, na politica, na religião, no mundo corporativo e até nas famílias.

Eles incomodam alguns, porque estão quebrando velhos paradigmas e mudança sempre incomoda, o melhor é se adaptar aos novos tempos, aos novos parceiros de negócios, aos novos colegas de trabalho e de convivência, porque a humanidade vai continuar evoluindo.

COMPRE O LIVRO ” O CÓDIGO Y” NA:

Livraria Saraiva

Livraria Cultura

 

Resenha

livro: código Y

Autor: Marcos Calliari e Alfredo Motta

LEIA TAMBÉM:

JOVENS COM ATITUDE ENRIQUECEM MAIS RÁPIDO

SORRIR

SOMOS

TAGS: Resenhas, livros, otimismo, Geração Y, ótimo mesmo
Imagem: freedigitalphotos.net

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: