Glossário PNL – E

A – B – C –  D –  E –  F  – G  – H –  I –  J – K –  L – M – N – O – P – Q – R – S – T – U  – V – W – X – Z

  • Ecologia – Em PNL a ecologia é a harmonia entre a pessoa que pretende algo,  o ambiente e as outras pessoas. Dizemos que um objetivo é ecológico quando não  prejudica a si mesmo, nem ao ambiente e nem outras pessoas.
  • Ego – é a soma de todas os pensamentos, lembranças, experiências, ideias, percepções sensoriais. (psicologia analítica – Jung)
  • Eliciar – Conseguir obter resposta, conseguir obter determinados processos internos.
  • Emile Coué – psicólogo e farmacêutico que criou um método de psicoterapia baseado na auto-sugestão. Conhecido por ter criado as 3 leis de Emile Coué. As três leis são: “lei da atenção concentrada”, “lei da ação reversa” e “lei do efeito dominante”. (veja as leis no Glossário letra L )




  • Empoderamento – Dar poder a si próprio ou à outra pessoa. Dar poder subjetivo a si próprio através do pensamento,  palavras e auto sugestão. Dar poder subjetivo a outra pessoa, através de palavras de afirmação, sugestão ou comandos hipnóticos.
  • Encadeamento – Sequência de estados emocionais.
  • Epistemologia – Palavra originada do grego, significa conhecimento, ciência, estudo cientifico relacionado a crença e ao conhecimento, sua natureza e limitações. Teoria do conhecimento. Conhecimento cientifico, estudo, ciência. Palavra que vem do grego.
  • Equiparação – Copiar comportamentos, linguagem, respiração e gestos de outra pessoas com o intuito de aumentar o rapport.
  • Equiparação cruzada – equiparação de linguagem corporal com um movimento de tipo diferente. Exemplo: mexer com os pés no mesmo ritmo da respiração do outro.
  • Equivalência complexa – duas afirmações consideradas como significando a mesma coisa. Uma atitude comportamental e outra de capacidade. Exemplo. Ela não está olhando para ele. Portando não está ouvindo o que ele está falando.
  • Espelhamento / espelhar – Copiar/espelhar de forma precisa as partes que compõem o comportamento de outra pessoa.
  • Espiritual – um nível acima da identidade na pirâmide dos níveis neurológicos.  Algo que se acredita que está além da identidade, transcendente,.
  • Estado – Estado emocional. Como a pessoas se sente naquele momento. A soma dos sentimentos físicos, psíquicos e mentais em determinado momento. O estado afeta a interpretação da realidade e das experiências.
  • Estado associado – sentir uma experiência como estando dentro dela. Sentindo-se como se estivesse vivendo a experiência e não somente observando, como no estado dissociado.




  • Estado com recursos – Sentir-se com recursos mentais naquele momento, como coragem, autoconfiança, alegria.
  • Estado dissociado – Observar a si próprio passando por uma experiência. Ouvindo e vendo você próprio em uma situação, como um observador.  Mas não sentir o estado ou sentimento da experiência.
  • Estado emocional – Resultado de nossas emoções naquele momento. Nossas emoções guiam nossa motivação e comportamento.
  • Estratégia interna – planejamento mental de ações e comportamentos para atingir um objetivo.
  • Estratégia micro ou Microestratégia – Modo como uma pessoa está pensando em um momento específico. ( fonte: Livro estratégia da genialidade – Robert Dilts)
  • Estratégia Macro ou Macroestratégia – Está próxima ao modelo de sucesso ou liderança. Um modelo global para atingir o sucesso. Uma macroestrategia engloba varias microestratégias. Ocorre em um período de tempo maior. A maneira que se vai do estado atual ao estado desejado. (fonte: Livro estratégia da genialidade – Robert Dilts)
  • Estratégia meta, Metaestrategia ou um metamodelo – é um modelo para criar modelos. Uma estratégia para encontrar estratégias, ou um modelo para modelar. Modelo para descobrir as estratégias de um indivíduo que atingiu o sucesso. (fonte: Livro estratégia da genialidade – Robert Dilts)
  • Estrutura – Escopo organizado, disposição e ordem dos elementos essenciais que compõem algo subjetivo ou objetivo.
  • Estrutura de referência – disposição organizada das somas das referências da historia de vida de uma pessoa. Exemplo: A estrutura profunda serve como estrutura de referência para a estrutura superficial.
  • Estrutura profunda –  Os mapas sensoriais. Generalizações, omissões e distorções que organizam e guiam a linguagem e o comportamento.
  • Estrutura superficial – forma visível como as palavras e o comportamento que deriva da estrutura profunda. As palavras que são ditas são a estrutura superficial enquanto o pensamento que deu origem a elas está na estrutura profunda.
  • Evocar- chamar um estado mental. Provocar um estado de recurso.
  • Exteriorizar – Dirigir os sentidos e significados  para fora.

A – B – C –  D –  E –  F  –  – H –  –  J – K –  L – M – N – O – – Q – R – S – T – U  – V – W – X – Z


TAGS: Glossário PNL E, Programação neurolinguística.

%d blogueiros gostam disto: